terça-feira, 2 de junho de 2009

CAETANO VELOSO - ZII E ZIE - APPLAUSU'S - JUAZEIRO DO NORTE (30/05/2009)

Sente-se em uma poltrona, confortavel; Ligue seu "Subwoofer"; Sua tela de 43 polegadas de plasma já esta ligada e play... O DVD começa a tocar. O ambiente é maravilhoso, muito conforto, visibilidade do artista na tela esta cem por cento. O som... Nossa! Você está com sua bebida predileta do lado e toma mais uma golada deliciosa.

Imaginou essa cena? Otimo. Guarde para você. Não há nada igual ao que foi mostrado nesse ultimo sábado, dia 30 de maio, aqui no nosso Cariri. Caetano Veloso, pela primeira vez em nossa região mostrou não só seu ja incontetavel talento, mas mostrou que sua equipe sabe fazer o melhor.

Lançando mais novo album "Zii e Zie" (que em italiano quer dizer "tios e tias"). Três músicos o seguiram no palco, era a BandaCÊ. Muitos aplausos e assobios. Muitos gritos e elogios. Assim iniciamos o nosso grande show.

Voltando um pouco as origens, Caetano mostra uma performance junto a um misto de eletronico pop ao da "musica industrial", passando por rock e samba eletronico. É uma nova fase que se abre na longa carreira do cantor baiano. Ao que me fez ver e sentir é que com esse estilo "novo" do Caetano, houve uma nova criação de fans jovens. Já os antigos, se decepcionaram com o repertório do artista, esperavam antigos sucessos.

Por onde voce andasse na casa de shows ouvia-se um ou outro gritando nomes de antigas músicas do artista como: Leãozinho, Odara, Beleza Pura, Épico, Esse Cara, entre muitas outras. Na verdade eu poderia dizer, exageradamente, que foram dezenas de nomes de músicas antigas de Caetano que eu ouvi ali, naquela casa de espetáculos.

No setlist dessa tour, Caetano trouxe para Juazeiro somente umas poucas músicas já bem conhecidas dos caririenses. Ouvi ali "Irene", "Não Identificado", "Força Estranha" e as músicas do seu novo album, alem de outras mais, em inglês e espanhol.

O palco foi decorado com uma asa delta, projeções de videos que por vezes eram cenas de lugares citados na música em evidencia. Dedicou musicas a suas irmãs Irene e Maria Bethania, alem da dedicação ao grande dramaturgo carioca Augusto Pinto BOal, ou simplesmente, Augusto Boal.

Quando menos eu esperava, estava o publico seguindo Caetano com "Objeto Não Identificado". Caetano simula o fim do espetáculo, convida os musicos para frente do palco e depois corre para o camarim e os musicos o seguem. Com tantos aplausos e pedidos de bis, mais uma musica é tocada: "Força Estranha". O publico delira e canta com o artista.

Infelizmente nossa região não soube compreender que Caetano esta lançando seu novo trabalho e tem que cantar as musicas novas. Na hora do show era um alvoroço diante do palco e nas cadeiras. Os camarotes amarrotados de pessoas ilustres como deuptados, medicos, empresarios, musicos (e só eu de fotografo - risos).

Muitas alegrias, historias e reencontros. Todos foram felizes, mas por simples fato de serem alimentados por musicas conhecidas e ja batidas, dizem que o show foi negaçao e esquecem o quanto foram felizes na hora do espetáculo. O som estava maravilhoso e arrisco ate a dizer que nunca esteve tão audivel e tão bem mixado antes nessa região. O repertorio muito bem elaborado. Caetano se entregou ao público caririense com carinho e calor e mostrou isso em muitos momentos do show, como nos momentos em que lançou grandes beijos ao pessoal dos camarotes, de um lado, do outro. Abraçou o proprio corpo com um belo sorriso para os que estavam quase subindo ao palco. Abriu os braços e deu aplausos entusiásticos para toda a casa de shows.

Essa presença desse ícone da musica brasileira no Cariri foi muito importante para mostrar que temos publico suficiente para lotar qualquer casa de shows e abraçar presenças fantasticas de qualquer estilo musical.

Resultado: Show espetacular.

2 comentários:

  1. Marcos Antonio Sales2 de junho de 2009 01:14

    Incrivel tua cobertura do evento. Estive lá e realmente foi assim que aconteceu. Parabens pelo blog. O show realmente foi "incrible".
    Que venha Chico Buarque e Gil.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir