sexta-feira, 22 de maio de 2009

DR. DIVINE - SESC JUAZEIRO DO NORTE - 21/05/2009

Na hora marcada, as 20h em ponto, o guitar player Bergson e o drummer Raniery dão inicio ao show, seguidos pelo expert bass Carlos Lima que entra com um som grave que se alinha e contrasta ao agudo do solo feito pelo Bergson na já conhecida “Facing The Devil” (de autoria dos próprios). Jivago entra no palco, com aplausos e assobios da platéia, jorrando força e muita animação.
 


Nesta noite eu retornei aos anos 80 quando ouvi Big City Nights do Scorpions, com um releitura feita pelo esplêndido Dr. Divine no SESC Juazeiro do Norte, Teatro Patativa do Assaré. Com a diferença de uma guitarra a menos, o grupo de Hannover, Alemanha, foi lembrado no repertorio da Dr. Divine, que só tocou três covers: “She Made Me Cry”, dos brasileiros Pholhas, lançado na decada de 1970, uma balada que o Dr. Divine deu uma nova roupagem com distorções e peso. Ficou ótima, não tão melosa como no original, e os integrantes fizeram otimo trabalho de arranjo. Foi a terceira musica no playlist. “Big City Nigths” foi o segundo cover e é um hit lançado no album “Love at First Sting” de 1984, no mesmo da consagrada e manjada “Still Loving You” do Scorpion. Foi a sétima musica do playlist. Como sempre, encerrando os shows, “Rock’n’Roll All Nite”, do álbum “Dressed To Kill” de 1975, do grupo americano Kiss. Indiscutível que eles tocam muito bem, vale ressaltar.
 
O publico era pequeno (leia-se FIEL), mas a animação era de muitos. As conversas de palco, as brincadeiras, os solos, as peripécias, as distorções, fizeram desse evento muito especial e animador.
 
O som do Dr. Divine está ficando cada vez mais profissional, posso ate mesmo adjetivá-los como excepcionais, e de excelente qualidade. Essa banda Juazeirense já vem fazendo sucesso e adeptos desde 2006. A técnica vem mostrando que esta sendo aprimorada a cada dia e o prazer dos rapazes de tocar, vem sendo mostrado pela luta incessante de compor mais um trabalho de estúdio.
 
O show dessa vez não trouxe as ajudantes de palco, Morgana e Pamela, mas foram lembradas.
 
Na agenda do Dr. Divine já está agendado show em Crateús, no dia 04 de junho de 2009.
 
Playlist:
Facing The Devil
Red Maverick
She Made Me Cry
Someone
Angel
Dancing With The Masked Ones
Big City Night
Night Child
My Rock’N’Roll Band
Rock’N’Roll All Nite
 
Todas as musicas de autoria da Dr. Divine, exceto: “She Make Me Cry”, Pholhas; “Big City Night”, Scorpions e “Rock’N’Roll All Nite” do Kiss.
 
Formação:
Vocal: Jivago
Guitarra: Bergson Young
Baixo: Carlos Lima
Bateria: Raniery Dionísio
 
Visite o MySpace da Dr. Divine e confira informações e os videos: http://www.myspace.com/drdivine
 





4 comentários:

  1. NÃO É A TOA QUE A DR DIVINE FOI SELECIONADA PARA O METAL BATTLE (POR SÍ SÓ ISSO JÁ É UM RECONHECIMENTO DO POTENCIAL DA BANDA)E COMO DANIEL DEIXOU CLARO EM MAIS ESSA EXCELENTE COBERTURA - OS CARAS TEM FUTURO E MESMO SE AVENTURANDO NOS COVERS MAIS IMPROVAVEIS DEIXAM A MARCA DA BANDA NA MUSICA, NÃO SE LIMITANDO A COPIAR O ORIGINAL.
    VALEW JIVAGO & CIA.

    ResponderExcluir
  2. - Adoreeeeei!
    O show como sempre, muito animado.
    A foto que tu tirou do baixista com o filhinho dele ficou liiiiinda!
    Senti falta das ajudantes de palco usando minhas calçinhas. kkkkk brinco.

    Os rapazes arrazam, e o tio me orgulha!

    ResponderExcluir
  3. ISSO, DR DIVINE NÃO É ATOA QUE EU ESTOU FAZENDO ESTE WORKSHOW,SEI DO POTENCIAL DELES,E OUTRA APOIO SEMPRE O METAL CARIRIENSE,NÃO NEGO MINHAS ORIGENS,VALEW GALERA E CONTINUEM SEMPRE APOIANDO A CULTURA !!

    ResponderExcluir
  4. DENÚNCIA: SÍTIO CALDEIRÃO, O ARAGUAIA DO CEARÁ – UMA HISTÓRIA QUE NINGUÉM CONHECE PORQUE JAMAIS FOI CONTADA...



    "As Vítimas do Massacre do Sítio Caldeirão
    têm direito inalienável à Verdade, Memória,
    História e Justiça!" Otoniel Ajala Dourado



    O MASSACRE APAGADO DOS LIVROS DE HISTÓRIA


    No município de CRATO, interior do CEARÁ, BRASIL, houve um crime idêntico ao do “Araguaia”, foi o MASSACRE praticado pelo Exército e Polícia Militar do Ceará em 10.05.1937, contra a comunidade de camponeses católicos do SÍTIO DA SANTA CRUZ DO DESERTO ou SÍTIO CALDEIRÃO, cujo líder religioso era o beato "JOSÉ LOURENÇO GOMES DA SILVA", paraibano de Pilões de Dentro, seguidor do padre CÍCERO ROMÃO BATISTA, encarados como “socialistas periculosos”.



    O CRIME DE LESA HUMANIDADE


    O crime iniciou-se com um bombardeio aéreo, e depois, no solo, os militares usando armas diversas, como metralhadoras, fuzis, revólveres, pistolas, facas e facões, assassinaram na “MATA CAVALOS”, SERRA DO CRUZEIRO, mulheres, crianças, adolescentes, idosos, doentes e todo o ser vivo que estivesse ao alcance de suas armas, agindo como juízes e algozes. Meses após, JOSÉ GERALDO DA CRUZ, ex-prefeito de Juazeiro do Norte/CE, encontrou num local da Chapada do Araripe, 16 crânios de crianças.


    A AÇÃO CIVIL PÚBLICA AJUIZADA PELA SOS DIREITOS HUMANOS


    Como o crime praticado pelo Exército e pela Polícia Militar do Ceará é de LESA HUMANIDADE / GENOCÍDIO é considerado IMPRESCRITÍVEL pela legislação brasileira e Acordos e Convenções internacionais, por isto a SOS DIREITOS HUMANOS, ONG com sede em Fortaleza - CE, ajuizou em 2008 uma Ação Civil Pública na Justiça Federal contra a União Federal e o Estado do Ceará, requerendo: a) que seja informada a localização da COVA COLETIVA, b) a exumação dos restos mortais, sua identificação através de DNA e enterro digno para as vítimas, c) liberação dos documentos sobre a chacina e sua inclusão na história oficial brasileira, d) indenização aos descendentes das vítimas e sobreviventes no valor de R$500 mil reais, e) outros pedidos



    A EXTINÇÃO SEM JULGAMENTO DE MÉRITO DA AÇÃO


    A Ação Civil Pública foi distribuída para o Juiz substituto da 1ª Vara Federal em Fortaleza/CE e depois, para a 16ª Vara Federal em Juazeiro do Norte/CE, e lá em 16.09.2009, extinta sem julgamento do mérito, a pedido do MPF.



    AS RAZÕES DO RECURSO DA SOS DIREITOS HUMANOS PERANTE O TRF5


    A SOS DIREITOS HUMANOS apelou para o Tribunal Regional da 5ª Região em Recife/PE, argumentando que: a) não há prescrição porque o massacre do SÍTIO CALDEIRÃO é um crime de LESA HUMANIDADE, b) os restos mortais das vítimas do SÍTIO CALDEIRÃO não desapareceram da Chapada do Araripe a exemplo da família do CZAR ROMANOV, que foi morta no ano de 1918 e a ossada encontrada nos anos de 1991 e 2007;



    A SOS DIREITOS HUMANOS DENUNCIA O BRASIL PERANTE A OEA


    A SOS DIREITOS HUMANOS, igualmente aos familiares das vítimas da GUERRILHA DO ARAGUAIA, denunciou no ano de 2009, o governo brasileiro na Organização dos Estados Americanos – OEA, pelo DESAPARECIMENTO FORÇADO de 1000 pessoas do SÍTIO CALDEIRÃO.


    QUEM PODE ENCONTRAR A COVA COLETIVA


    A “URCA” e a “UFC” com seu RADAR DE PENETRAÇÃO NO SOLO (GPR) podem localizar a cova coletiva, e por que não a procuram? Serão os fósseis de peixes do "GEOPARK ARARIPE" mais importantes que os restos mortais das vítimas do SÍTIO CALDEIRÃO?



    A COMISSÃO DA VERDADE


    A SOS DIREITOS HUMANOS busca apoio técnico para encontrar a COVA COLETIVA, e que o internauta divulgue a notícia em seu blog/site, bem como a envie para seus representantes no Legislativo, solicitando um pronunciamento exigindo do Governo Federal a localização da COVA COLETIVA das vítimas do SÍTIO CALDEIRÃO.


    Paz e Solidariedade,



    Dr. Otoniel Ajala Dourado
    OAB/CE 9288 – 55 85 8613.1197
    Presidente da SOS - DIREITOS HUMANOS
    Membro da CDAA da OAB/CE
    www.sosdireitoshumanos.org.br
    sosdireitoshumanos@ig.com.br

    ResponderExcluir